Terça-feira, 27 de Maio de 2008

PARAR PARA PENSAR

PORTO. Rua do Freixo

  

A verdade é que o que se conhece das revisões de planos directores municipais, nomeadamente na Área Metropolitana do Porto, não é muito animador.
Previsão de áreas para construção em "alta"! Mesmo com o mercado deprimido e milhares de casa vazias. Mesmo com a proclamada prioridade que é preciso conferir à reconstrução/reabilitação do edificado.
Parece uma pulsão irracional, um impulso para seguir sempre em frente
contra toda a lógica.
Não seria melhor reflectir sobre o modelo de crescimento urbano que temos tido? Parar para pensar?
O que deve ser feito, passa por planeamento intermunicipal e por uma nova forma de encarar o território, a qualidade de vida, a energia e a mobilidade, o bem-estar social e a sustentabilidade. E não esquecer que todos estes factores se relacionam intimamente!
Preocupante não é tanto a imagem da indústria de construção. Preocupante é a imagem (a realidade) do país, da paisagem, das cidades, e a forma como se vai degradando a vida quotidiana das pessoas.
Bernardino Soares, Jornal de Notícias [27.05.2008]
publicado por amaroporto2 às 11:48

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.links

.as minhas fotos

.Agosto 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A HISTÓRIA E O VALOR DO C...

. ÉDEN TEATRO

. "A Brasileira" nos Anos 5...

. Betão e Poluição

. O burburinho de mil vidas

. PORTO

. No 170º aniversário do na...

. Porto Sentido

. O Porto há cem anos 1

. A Cidade nos Livros

. Preservar a memória colec...

. Coliseu do Porto tem 70 a...

. A Publicidade em 1959

. Júlio Resende: um portuen...

. Tripas à moda do Porto

. Paços do Concelho da Cida...

. S. JOÃO no PORTO de outro...

. Memórias da cidade

. Porto meu

. A evolução de Darwin

. Fim das Comemorações da R...

. Não me obriguem!

. ALMEIDA GARRETT

. 11 de Janeiro de 2011

. Avenida da Boavista

. CORREIO DA NOITE

. Pelos Caminhos de Antero ...

. Fernando Pessoa

. As regras da sensatez

. Da minha janela...

.arquivos

. Agosto 2016

. Novembro 2013

. Setembro 2013

. Agosto 2012

. Julho 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Novembro 2011

. Outubro 2011

. Setembro 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

.pesquisar

 

.tags

. todas as tags

blogs SAPO

.subscrever feeds