Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amar o PORTO +

"Não há futuro sem memória. Sem enraizamento e sem memória, os povos, como os homens, são apenas náufragos." Manuel António Pina

Amar o PORTO +

"Não há futuro sem memória. Sem enraizamento e sem memória, os povos, como os homens, são apenas náufragos." Manuel António Pina

A NOSSA SERÁ A TUA VOZ

23.02.08, amaroporto2

 

 

Nascido em 2 de Agosto de 1929, morreu em 23 de Fevereiro de 1987.

O Porto evoca os 21 anos da morte do cantor em 2 locais:

 

Círculo Literário do Porto (Rua Nova da Alfândega, 22)

 

Café Pedra Nova (Rua D. João IV)

 

Promovidos pela Associação José Afonso (Núcleo do Norte), às 22 horas.

 

 

 

 

BALADA DO OUTONO
 
 
Águas
E pedras do rio
Meu sono vazio
Não vão
Acordar
Águas
Das fontes
calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto
A cantar
Rios que vão dar ao mar
Deixem meus olhos secar
Águas
Das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto
A cantar
Águas
Do rio correndo
Poentes morrendo
P'ras bandas do mar
Águas
Das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto
A cantar
Rios que vão dar ao mar
Deixem meus olhos secar
Águas
Das fontes calai
Ó ribeiras chorai
Que eu não volto
A cantar
Nós cantaremos por ti, AMIGO!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.