Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amar o PORTO +

"Não há futuro sem memória. Sem enraizamento e sem memória, os povos, como os homens, são apenas náufragos." Manuel António Pina

Amar o PORTO +

"Não há futuro sem memória. Sem enraizamento e sem memória, os povos, como os homens, são apenas náufragos." Manuel António Pina

Um "gajo" do Porto

06.04.09, amaroporto2

 

 

Rui Reininho:

 

Daqui [Porto] saiu o primeiro manifesto contra a escravatura e a pena de morte, a luta contra o Absolutismo, a resistência ao Cerco do Porto.

 

Perdemos o poder reivindicativo e já estamos a sofrer com o erro de canalizar tudo para a capital.

 

As casas estão devolutas [centro histórico], o comércio - que era vivo e forte - está, agora, a morrer. Andar na Baixa é quase como fazer uma peregrinação.

 

A Praça da Liberdade, os Aliados e a Cordoaria estão terríveis.

 

O "Barney" e o "Fred" foram para a pedreira.

 

Em minha opinião, estragaram tudo.

 

A calçada portuguesa e os jardins foram substituídos por granito vindo da China...

 

Para mim, estas obras são sinónimo de falta de sensibilidade, resultado de uma mera "arquitectura espectáculo".

 

in VIVA!

 

Tripeiro sofre!... digo eu.

 

 

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.