Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Amar o PORTO +

"Não há futuro sem memória. Sem enraizamento e sem memória, os povos, como os homens, são apenas náufragos." Manuel António Pina

Amar o PORTO +

"Não há futuro sem memória. Sem enraizamento e sem memória, os povos, como os homens, são apenas náufragos." Manuel António Pina

ÉDEN TEATRO

09.11.13, amaroporto2

O Éden Teatro, na rua de Alexandre Herculano (Porto), ficou ligado à história da chamada "Monarquia do Norte".

Aproveitando a instabilidade gerada pelo assassinato de Sidónio Pais, os monárquicos do Porto proclamaram a restauração da Monarquia a 19 de Janeiro de 1919, criando uma Junta Governativa, presidida por Paiva Couceiro. O corpo de voluntários responsável pela segurança pública instalou-se no Éden Teatro e era aqui que detinha e interrogava activistas e simpatizantes republicanos.

Ao fim de quase um mês – durante o qual os monárquicos do Norte dominaram a quase totalidade do Minho e Trás-os-Montes, e ainda parte das Beiras –, a revolta caiu a 13 de Fevereiro, com a entrada no Porto das tropas fiéis à República.

Tal como sucedeu com vários outros teatros da cidade, também o Éden passaria a cinema durante a década de 1930, acabando por ser demolido em 1948.

 

Através de:

https://www.facebook.com/PortoDesaparecido


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.